O cerco a democracia

Imagem

Começo esse texto pedindo ajuda à todos que ainda se importam com a democracia, para que façam download de todos os vídeos e fotos que encontrarem na internet do protesto de ontem CONTRA A COPA. Pois muitos vídeos estão sendo  deletados do Youtube sem justificativa.

Ontem dia 22/02, cerca de 2 mil manifestantes participaram do Ato Contra a Copa do Mundo, a manifestação acontecia de forma pacífica (vejam o video que confirma), até começar um princípio de tumulto. Como já sabemos, muitos dos tumultos são causados pela nossa “digníssima” polícia militar para legitimar a repressão policial. Como foi noticiado, haviam cerca de 1000 policiais acompanhando a manifestação, um número que por si só já é um atentado a democracia, pois o intuito é de intimidar as pessoas a participarem das manifestações.

Mas voltando ao princípio do tumulto, a polícia logo começou a jogar bombas de gás e na rua Coronel Xavier de Toledo, próximo a uma das entradas da estação Anhangabaú do Metrô fez um cerco a cerca de 100 manifestantes. Com a ajuda de escudos e viaturas, policiais bloquearam a Rua 7 de Abril. Esses manifestantes cercados não portavam nenhum tipo de arma, não estavam encapuzados, não eram adeptos de táticas como a dos black blocs, mas mesmo assim foram cerceados no direito de permanecerem na manifestação.  Se não bastassem esses fatos, ainda foram agredidos fisicamente e receberam ameaças a todo instante por parte dos policiais. Inclusive entre os detidos na manifestação, estavam jornalistas, entre eles, o repórter do G1 Paulo Toledo Piza.

repórter preso

O jornalista mostrou o crachá, mas não foi liberado. Ele ficou cerca de 30 minutos retido e impedido de trabalhar.

Ele só foi liberado por volta das 19h20. Antes, porém, o grupo onde estava foi levado a um ponto onde estavam outros detidos, entre eles o repórter de O Globo Sérgio Roxo e o fotojornalista freelancer Victor Moryama. O fotógrafo Bruno Santos, que cobria o ato pelo Terra, relatou ter sido agredido por policiais militares e precisou passar por atendimento médico. Ele diz que seu equipamento ficou destruído. Clique aqui para ver o video.

A maioria dos detidos só foram liberados por volta da meia-noite.

Abaixo segue mais um vídeo da injustificada repressão policial:

Continuando, o cerco contra a democracia não parou por aí, há uma denúncia muito grave de que  representantes da OAB-SP estavam nas delegacias dissuadindo advogados de atender os manifestantes, segue abaixo a denúncia:

De Luisa Maranhao
DENUNCIA

A COMISSAO DE SEGURANÇA PUBLICA DA OAB SP COLOCOU UM MEMBRO EM CADA DELEGACIA DE SAO PAULO E ESTA AMEAÇANDO TODOS OS ADVOGADOS QUE ATUAREM NA DEFESA DOS MANIFESTANTES DETIDOS ARBITRARIAMENTE DE REPRESENTAÇÃO POR CAPTAÇÃO DE CLIENTELA.

A DENUNCIA FOI FEITA POR MEMBROS DO COLETIVO ADVOGADOS ATIVISTAS DE SAO PAULO, QUE ESTÃO AGORA NA 8a DP, NO CENTRO.

LUISA MARANHAO
OABRJ163.096

Concluindo, enquanto há uma preocupação incessante dos governantes para que as vozes discordantes sejam caladas, precisamos pensarmos em estratégias para mobilizar as massas novamente. O slogan “NÃO VAI TER COPA” é forte e também claro o suficiente para termos o povo novamente ao nosso lado?

Registrarmos com as nossas câmeras os abusos da polícia pode ser o contraponto necessário para desmascarar o discurso da mídia. Não que isso já não seja feito, mas precisamos aumentar o contingente de câmeras nos atos.

E no que mais podemos mudar para fazer “frente” a repressão policial? Fica aqui a pergunta para reflexão.

Por: Kojiro

Anúncios
Etiquetado , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: