Arquivo da categoria: Invasão de links

Nunca irão nos parar!

merdtv

Olá pessoal,

nessa semana excluiram a nossa conta no youtube,  isso só mostra o quanto estamos incomodando, lembrando que o nosso canal tinha mais de 4 milhões de visualizações.

Aos sabotadores de plantão, sim, sabemos que vocês acessam o nosso site e que nos vigiam a todo momento, saibam que a MERD TV é uma idéia e por isso nunca poderá ser abalada, vocês podem apagar a nossa conta, mas outras serão criadas, e podem ter certeza que isso só será combustível para que continuemos AINDA MAIS na luta para abrir os olhos do povo.

Avante guerreiros! Nunca nos calarão!

Pra quem quiser nos acompanhar no Facebook:  http://www.facebook.com/pages/MerdTV/283843084985812?fref=ts

Nosso novo canal no Youtube:
http://www.youtube.com/user/merdtvreal?feature=watch

Etiquetado , , , , , ,

Os 10 maiores conglomerados de mídia do Brasil

Imagem
Organizações Globo

Com 383 veículos, sendo 69 próprios, as Organizações Globo se destacam como o principal conglomerado do Sistema Central de Mídia do Brasil. São 40 grupos afiliados que juntos detêm 111 emissoras de TV, 168 rádios comerciais, uma rádio comunitária, 37 jornais, 27 revistas, 9 operadoras de TV a cabo, 10 de MMDS, 1 de DTH, 2 canais TVA e 17 programadoras de TV por assinatura.

Em termos percentuais, o grupo carioca, controlado pela família Marinho, distribui conteúdo para 26% das geradoras de televisão, 4% das rádios e 3,6% dos jornais do país. Além disso, controla a maior rede de televisão do Brasil e três de rádio, entre elas a maior de rádio AM e a maior de rádio FM, e um sistema de retransmissão de televisão com 3.305 estações, ou 33% da base instalada.

Grupo Sílvio Santos

O segundo maior conglomerado de comunicação do Brasil em termos de número de empresas possui relação com 195 veículos. São 58 emissoras de televisão, 112 rádios comerciais, uma rádio comunitária, 12 jornais e uma operadora de TV a cabo, 10 de MMDS e uma de DTH. Ou seja, representa 14% do total de emissoras de TV, 3% da base de rádios e 1% dos jornais. Controla o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) e a segunda maior malha de distribuição de conteúdo. São 1.441 retransmissoras de televisão, ou 14% da base instalada.
Ao contrário de outros líderes do Sistema Central de Mídia, o grupo Sílvio Santos possui apenas 10 veículos próprios, sendo todas emissoras de TV. O reduzido controle direto de veículos e a nula diversificação de mídias faz o conglomerado paulista uma exceção entre os principais integrantes do SCM, que costumam investir na concentração diagonal.

Bandeirantes

Conglomerado essencialmente ligado à comunicação social eletrônica, em nível nacional o grupo Bandeirantes é o maior controlador direto de rádios. Ao todo são 23 emissoras.

A forte presença no rádio é resultado do investimento de uma família que não era originária do mercado de mídia impressa. Tudo começou em 1948, quando João Saad colocou no ar a Rádio Bandeirantes. Apostando no jornalismo, a programação da emissora tinha na . O número é bastante significativo considerando que dos 190 veículos com relação direta ou indireta, 47 são próprios. Isso o transforma no terceiro maior grupo nacional com a quarta maior rede de televisão. Em termos gerais, são 45 emissoras de TV, 117 rádios comerciais, 12 jornais, 13 operadoras de TV a cabo, uma de MMDS e duas programadoras de TV por assinatura. Ou seja, representa 10,6% do total de emissoras de TV, 3% da base de rádios e 1% dos jornais. Controla duas redes de televisão – Band e PlayTV – e três de rádio – Band News FM, Band Sat (AM), e Band FM. Sua malha de retransmissão de televisão conta com 1.209 (Band) e 17 (PlayTV) estações, ou 12% da base instalada.
66 O grupo gaúcho RBS possui 28 emissoras de rádio, mas opera somente em dois estados.

Igreja Universal do Reino de Deus

Único integrante do Sistema Central de Mídia controlado por uma organização religiosa, o conglomerado Igreja Universal do Reino de Deus possui relação com 34 grupos que controlam 156 veículos em todas as unidades da federação. São 49 emissoras de televisão, 98 rádios comerciais e 9 jornais. Números que representam 12% do total de emissoras de TV, 2,5% da base de rádios e 0,8% dos jornais. Sob seu controle direto estão 27 veículos, dos quais 18 são emissoras de TV, 7 rádios e 2 jornais.
Em termos financeiros, é o segundo maior conglomerado de mídia do Brasil. Em termos quantitativos, lidera a terceira maior rede de televisão, além de outras duas de TV (Família e Record News) e uma rede de rádio FM (Aleluia). É o quinto maior grupo privado em termos de propriedade de veículos. Suas três redes de televisão estão vinculadas a 981 retransmissoras, representando 10% da base instalada. Apesar de não controlar operadoras de TV por assinatura, distribui a programação de suas redes para empresas do setor.

Governo Federal

O ingresso do Governo Federal no Sistema Central de Mídia é relativamente recente. Ocorreu a partir de 2006, quando se inicia o processo de fusão de suas empresas de comunicação e é estabelecida a meta de instalar uma rede nacional de televisão. Isso fez com que o conglomerado estatal ultrapassasse diversos grupos privados de mídia. Hoje, ocupa a quinta posição entre os grupos de comunicação e sua rede, ainda em fase de instalação, já é a quinta maior do Brasil. Seus 12 grupos afiliados controlam ao todo 95 veículos. São 18 emissoras de TV, 76 rádios e um jornal. Percentualmente, isso significa 4% do total de televisões, 2% das estações de rádio e 0,1% dos jornais. Em seu subsistema de retransmissão aparecem 323 estações, apenas 3% da base instalada.
Entre seus afiliados, predominam organizações governamentais em nível estadual. Possui relações com os governos de Minas Gerais, Alagoas, Sergipe, Paraná, Ceará, Bahia e Amazonas. Ao mesmo tempo, mantém vínculos com duas igrejas (Assembleia de Deus e Renascer em Cristo) e dois grupos privados (Sistema Jornal e TV Leste). Dos 95 veículos associados, 46 são de controle direto, sendo alguns deles ligados às instituições federais de ensino superior. São cinco televisões, nove rádios FM, 17 AM, oito OC e sete OT. Parte deste patrimônio é oriundo da Radiobrás – Empresa Brasileira de Comunicação – e da Acerp – Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto -, fundidas, em 2007, para a criação da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

PARA SABER MAIS ACESSE: http://donosdamidia.com.br/media/documentos/DissertaSCM_RevFinal.pdf

Etiquetado , , ,

ATITUDE MERD!

Atitude Merd!

Caio Blat fala de cinema e detona a Globo: “enojado, horrorizado”

Declarações foram feitas em um encontro em Suzano

Fonte: http://www.starlounge.com.br/br/lifestyle/caio-blat-fala-de-cinema-e-detona-globo-enojado-horrorizado

Um dos atores mais importantes do cinema nacional atualmente, Caio Blatparticipou de um evento promovido pela prefeitura de Suzano e, durante bate-papo com o público, acabou criticando a Globo. O encontro ocorreu em maio, mas um vídeo com as declarações do artista na ocasião só foi publicado neste mês.

Falando sobre a divulgação do cinema nacional, o ator afirmou: “Ia ao ‘Vídeo Show’, ao programa do Serginho Groisman para falar do filme. Achava que era um trabalho natural de divulgação, foi quando descobri que essas coisas são pagas. Quando vou ao ‘Programa do Jô’ fazer uma entrevista, isso é considerado uma ação de merchandising, não é jornalismo”.

Ainda durante o encontro, Blat disse que “se você não fechar com a Globo Filmes, seu filme morreu. Não vai aparecer na TV Globo, não vai aparecer nas revistas (da editora Globo), seu filme vai ficar alienado”. O artista foi além e disse que, ao descobrir, como produtor, como funciona o processo de distribuição, ficou “enojado, horrorizado”.

Ao detalhar o contrato de distribuição dos longas nacionais, ele contou que o primeiro dinheiro a entrar na bilheteria fica com a Globo Filmes. “É um adiantamento que estamos fazendo. Olha o que eles dizem! Adiantamento fez quem realizou o filme, investiu muito antes”, afirmou ele, antes de questionar: “O que a Globo faz? Quanto ela gastou para fazer esse ‘investimento’? Nada. O programa deles tem que acontecer todos os dias, eles precisam de gente para ser entrevistada. (A Globo) Não gastou nenhum centavo. Aí ela vai na bilheteria do filme, seu filme conseguiu fazer R$ 1 milhão, você está devendo R$ 4 (milhões). O produtor nunca vê um centavo”.

Blat tem em seu currículo filmes como “Xingu”, “Bróder” e “Carandiru”, entre outros. Na televisão, o ator atuou, entre outras, nas novelas “Ciranda de Pedra”, “Morde & Assopra” e “Sinhá Moça”, todas da Globo.

Quer ver o vídeo da conversa? Play aqui!

Etiquetado , , , , , ,

Making Off tentativa de invasão do link da Globo

No dia 25/07 fomos até a Igreja de São Cristóvão tentar invadir mais um link da Globo, a quantidade de seguranças e o local que possui uma calçada estreita, dificultaram a nossa invasão, mas vale a pena ver o video e ver como foi a tentativa desde o começo.

No final ficaram nos filmando tentando nos intimidar kkkkk

Nós MERDs não desistimos nunca!

Merd TV homenagem ao companheiro Careca

Uma singela homenagem de todos os MERDs ao nosso companheiro CARECA, e um recado para a mídia golpista que a luta continuará.

Etiquetado , , , ,

A proposta da Monalisa Perroni (GLOBO) para o CARECA DOIDO da MerdTV

Hoje dia 05/07/2012 o nosso companheiro CARECA DOIDO da MERDTV, conhecido por invadir links ao vivo da rede GLOBO, foi julgado no Fórum Criminal de São Paulo, pelo crime de lesão corporal a repórter Monalisa Perroni.

A Monalisa Perroni como proposta de fechamento do processo, pediu ao CARECA DOIDO que parasse de invadir os links da Globo que ela estiver cobrindo.

E quanto ao processo de lesão corporal? Será mesmo que ela estava lesionada?
A proposta dela só comprova a inocência do Careca, o processo foi uma forma de pressioná-lo a parar.

Como ele não tinha muita alternativa, foi obrigado a aceitar a proposta, mas será mesmo que ele deixará de invadir links da Globo? Será que a idéia da MerdTV continuará sendo seguida por outras pessoas? Veremos em breve.

A MERDTV É UMA IDÉIA E IDÉIAS NÃO MORREM!

Etiquetado , , , , , , , , , , ,

MerdTV ATACA NOVAMENTE!!!

Foram surpreendidos novamente kkkkk

Ajudem a divulgar a MerdTV, seja um MERD vc também, enquanto manipular for normal, invadir links será um direito!

 

Etiquetado , , ,

MANIPULAÇÃO GLOBAL

Vejam como a maioria dos globais enxergaram as coisas, entenda como a mídia global consegue manipular as informações e os fatos.

Essa são as informações são as que vocês recebem todos os dias em suas casas, como podemos confiar em uma emissora que faz um caos nas informações, transmitem sempre coisas surreais, fatos falsos, sensacionalismo ao vivo e de graça.

Comece agora mesmo faça parte do movimento

#Globonuncamais

Isso sim é #Deselegante
Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A GLOBO SE PROTEGE!


MERDTV X REDE GLOBO

Quem ganha esta luta?

Globo VS MerdTV
“Tem certos assuntos que dão uma preguiça. Um deles, pelo menos para mim, é a rede Globo. Empresa nascida no período militar, abençoada pela Time Life, veio para criar a idéia de um “estado nacional”, sob o ponto de vista dos militares, é claro. Depois, ao longo da sua vida como empresa, sempre de braços dados com o poder. Não importa qual seja. E, nesses anos todos, o jornalismo que pratica é o que interessa aos donos do poder. Ou seja, no mais das vezes, nem jornalismo é. Propaganda, como bem diz Noam Chomsky. É certo que, vez ou outra, um determinado repórter escapa dessa lógica e consegue produzir jornalismo de qualidade, mas é raro. O que também às vezes ocorre é que, como ensinou Adelmo Genro, alguns fatos por si mesmo são tão eloqüentes que transcendem qualquer possibilidade de manipulação. Mas, o que é certo é que o jornalismo global é porta-voz do poder. Não se importa com a vida das gentes, essa gente real, que luta e protesta.

Assim, não pode causar espanto que existam por aí afora pessoas que sintam vontade de repudiar com mais veemência essa prática nefasta de mau jornalismo. Há os que fazem análises ácidas, mas se comportam de forma respeitosa. Há os que escracham, os que xingam, os que são bem deselegantes. Mas há também os que chutam o balde mesmo. Talvez porque tenham aprendido que no Brasil tentar fazer as coisas “por dentro da ordem” não dá muito resultado. Por isso, por aí andam esses que fazem aparições nos momentos em que os repórteres globais estão ao vivo.

Outro dia acabaram derrubando uma repórter e o caso virou notícia nacional através das redes sociais. Enfastiada, acabei lendo bastante coisa que saiu e não me surpreendeu que a maioria dos comentários fosse de repúdio aos manifestantes. Alguns chegaram a dizer que era um ataque ao jornalismo. Bueno, ainda com preguiça, resolvi entrar no assunto.

Lembrei de uma campanha salarial que fizemos em Santa Catarina na qual se desencadeou a “operação papagaio de pirata”. Nela, alguns colegas se postavam atrás dos repórteres da RBS que entrassem ao vivo, protestando, com cartazes, sobre os baixos salários no estado. Foi um momento histórico da luta dos jornalistas em Santa Catarina, até hoje lembrado com orgulho. Não era um ataque ao “jornalismo”, mas um ousado e criativo protesto contra a rede que mais explorava jornalistas naqueles dias. E não foram poucos os que condenaram a eficaz forma de luta dos jornalistas, alguns apelando para o que chamavam de “desrespeito aos colegas”. Ora, não era. Pelo contrário. Era amor pelos companheiros explorados.

Assim, vejo esses ataques que andam acontecendo junto aos repórteres da Globo como um saudável protesto contra os péssimo serviços da emissora. E, finalmente, um protesto que se pode ver, justamente pela radicalidade do grupo. Não os comparo com vândalos ou baderneiros. Devem ser criaturas que querem ser escutadas e encontraram nessa forma a mais eficaz. E vejo que tem dado certo.

Talvez isso leve os big boss da Globo a pensar um pouco sobre o que andam fazendo. Que tipo de jornalismo é esse que, num país democrático, precisa de segurança para se fazer? Não seria isso um sintoma claro de que algo está podre no reino da platinada? Perguntas que qualquer profissional sério se faria. Mas, qual! A primeira resposta da Globo foi, pasmem, demitir os trabalhadores que faziam a segurança da equipe. E a segunda atitude foi anunciar que agora os repórteres que entrarem ao vivo serão cercados por um aparato de proteção contra vândalos. Interessante isso! Mais uma trincheira impedindo a verdade de entrar.

Eu, aqui da periferia da periferia, no sul do sul, não tenho dúvidas. Esse povoa aí não está agredindo as pessoas, nem o jornalismo. Estão protestando contra a mentira, a manipulação e ao descaso com a vida real. E quer saber? Gosto disso!”
E não só a TV Globo foi alvo de manifestações em outubro. No dia 28, aproximadamente 50 pessoas dos movimentos “Anonymous” e “Ocupa Sampa” entraram no prédio da Editora Abril para protestar contra a revista “Veja”, que estampou na capa da edição do dia 22 a máscara símbolo do “Anonymous” para ilustrar uma reportagem sobre o combate à corrupção. Eles alegaram que não querem ver a imagem do grupo atrelada à revista.

Falta de alternativa

Para o sociólogo e jornalista Lalo Leal Filho, essas manifestações são uma atitude desesperada diante da falta de alternativas. “É a consequência da arrogância e da insensibilidade daqueles que controlam alguns dos grandes veículos de comunicação. Se todos os canais de diálogo democrático estão fechados, acaba só restando a ação direta. Tudo isso é um sintoma da insatisfação da sociedade com a situação atual”, diz Lalo Filho.
.
.
.
“O Brasil necessita, com urgência, de uma lei para o setor que garanta o direito de resposta, acabe com a concentração dos meios, amplie a participação da sociedade na produção e difusão de ideias e informações, regule a publicidade voltada para crianças e adolescentes, entre outras medidas. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi feliz ao dizer que em seu país a Lei de Meios de Comunicação não foi criada ‘para controlar ninguém, mas para impedir que o povo seja controlado’. É disso que precisamos”, avalia Lalo Filho, que também é fundador da ONG Tver, voltada para o acompanhamento da qualidade da televisão brasileira.   Por- Elaine Tavares
Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: