Arquivo da tag: brasileiro

Libreflix, uma espécie de Netflix gratuita

Por: Kojiro

A plataforma existe desde julho do ano passado, porém somente hoje vim a conhecê-la hehe.

O Libreflix é uma espécie de Netflix, porém gratuita. Criada em julho do ano passado pelo curitibano Guilmour Rossi, de 21 anos, é uma plataforma de streaming gratuita com um conceito baseado na cultura livre. A ideia é distribuir obras sem custos para o consumidor e para o intermediário, sem ferir direitos autorais.

libre1

Continuar lendo

Etiquetado , , , , ,

Você sabe qual a origem dos partidos políticos brasileiros?

 

Imagem

 

Um fluxograma da história dos partidos brasileiros. Se atentem as legendas para que não fiquem perdidos!

Algumas notas são importantes:

– O PP (Partido Progressista) merece nossa seguinte atenção: é o partido que melhor decente do partido que representava a ditadura, o PDS. O PDS, no decorrer dos anos 90, se fundiu ao PDC (Partido Democrata Cristão, do Ey-ey-eymael [que, descontente com essa fusão, fundou o PSDC {Partido Social Democrata Cristão}]) e mudou de nome para PPR (Partido Progressista Renovador). Posteriormente, mudou de nome para PPB (Partido Progressista Brasileiro, braço direito do governo FHC). Quando resolveram apoiar o governo do Lula, mudaram de nome para PP (Partido Progressista, na qual seu maior expoente é a figura lamentável do Maluf).

– Sim, o PSDB é uma dissidência do PMDB!

– o PFL é uma dissidência do PDS. Seu rompimento se deu quando sentiram que o PDS (o partido da ditadura) estava perdendo força e legitimidade. Passaram a ganhar notoriedade no decorrer dos anos 80 e nos 90. Em 2007, o partido se “refunda” e muda de nome para Democratas (DEM). Em 2011, o ex-prefeito Kassab (DEM) e outros nomes do DEM resolvem criar seu próprio partido, para o apoiar o novo governo moderado do PT. Fundam o PSD. O primeiro PSD, se fundiu ao PTB, no decorrer dos anos 90, na qual tinha como um dos maiores nomes e deputado Ronaldo Caiado (atual DEM): um ruralista e um dos maiores latifundiários desse país.

– Sobre o Partido Municipalista Brasileiro (PMB): Políticos nordestinos do PFL, como Hugo Napoleão e Edison Lobão, procuraram a legenda para que Armando Corrêa renunciasse a candidatura a presidência, oferecendo sua vaga a Silvio Santos. O acordo foi feito, mas por irregularidades no registro do PMB (realizou convenções em apenas cinco estados, ao invés de 9), antes mesmo das eleições acontecerem, o registro do partido e a candidatura de Silvio foram cancelados.

– O PCdoB e o PCB já eram partidos diferentes ainda na ditadura militar, na qual foram legalizados no decorrer dos anos 80, separadamente.

– Em 1980, foram fundados 5 partidos políticos: o PTB (da Ivete Vargas), o PDT (do Brizola), PMDB (a ramificação natural do antigo MDB, do Ulysses Guimarães, Fernando Henrique Cardoso, Mario Covas, Franco Montoro), PP (do Tancredo Neves), o PT (maior partido de esquerda do país, tendo sua maior liderança o Lula) e o PDS (o maior partido de todos, sendo a ramificação natural do partido que legitimava a ditadura militar, o ARENA).

– Dentro do PT, sempre houveram correntes ideológicas de esquerda diferentes (mais de 30), que ao longo da história do partido, divergiram, na qual algumas correntes acabaram saindo do partido pra fundar outros partidos. Em 1992, a Convergência Socialista foi expulsa pelo partido, ironicamente por apoiarem o Fora Collor (o presidente do partido na época era o José Dirceu). 2 anos depois, fundaram o PSTU. Em 1995, a corrente Causa Operária saiu do PT, descontente com os rumos do partido, e 2 anos depois fundaram o PCO. Em 2004, a corrente Ação Popular Socialista resolveu sair do PT, descontente com a atuação do partido no governo federal, e fundaram o PSOL.

– Os únicos 3 deputados federais eleitos pelo PCB, animados em agrupar um partido com um viés mais moderado, em 1992, ciaram o PPS. O partido foi aliado do PT na campanha presidencial de 1994 (PT, PPS, PV, PCdoB, PSB, PSTU). Em 1998 e 2002, concorreram a presidência da república, tendo como candidato o Ciro Gomes (ex-PSDB, um dos grandes coordenadores do Plano Real). Por divergências internas (segundo o Ciro Gomes, o Roberto Freire sentiu inveja da vitoriosa eleição do Lula de 2002), o PPS resolveu fazer oposição ao governo Lula, pelo viés da direita.

– E o partido que ganhou a eleição presidencial de 1989 com o Collor? Onde está? Está fundido no PTC (Partido Trabalhista Cristão).

Etiquetado , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: