Arquivo da tag: Espanha

Antes de ‘Chaves’, “Dona Clotilde” lutou em guerrilha contra ditador

Imagem

Eterno sucesso de audiência no Brasil, o programa mexicano Chaves arrasta consigo gerações de fãs a cada exibição. A fama do seriado, assim como dos atores por trás dos personagens, também revelam histórias curiosas. A atriz Angelines Fernández, por exemplo, nasceu em Madri, na Espanha, chegou a lutar nas guerrilhas contra o ditador Francisco Franco, durante a Guerra Civil Espanhola.

Continuar lendo

Anúncios
Etiquetado , , ,

O bicho está pegando! Lei da mordaça na Espanha!

Um dos maiores escândalos políticos da história recente da Espanha, não foi o caso Bárcenas, nem a Trama Gurtel, o maior escândalo do governo de Mariano Rajoy foi ter proposto ao Congresso Espanhol a “Ley de Seguridad Ciudadana” ou, como ficou popularmente conhecida, “Ley Mordaza”, tal lei é o suprassumo da estupidez de um governo ditatorial e de forte tendência franquista, que tenta por todos os meios inviabilizar os direitos civis, políticos e sociais dos cidadãos espanhóis, punindo e inviabilizando o direito de protestar contra o estado de coisas que acontecem atualmente no Reino de España!

Fonte: http://actualidad.rt.com/actualidad/view/114242-espana-madrid-rodea-congreso-ley-mordaza

Etiquetado ,

Os fascistas avançam por toda Europa: Espanha, Grécia, Suécia e Rússia…

Imagem

Milhares de nacionalistas foram às ruas das principais cidades da Rússia, incluindo Moscou, São Petersburgo, Kazan e Irkutsk, na segunda-feira passada (04/11/2013), dando continuidade às manifestações que desencadearam violência anti-imigração nos anos anteriores.

O grupo de 20 mil manifestantes em Moscou era composto por pessoas com idades diversas, desde adolescentes a idosos, alguns dos quais são militares aposentados.

As imagens do bairro Liublino, onde a marcha ocorreu, mostram militantes carregando bandeiras da Rússia Imperial e cartazes com slogans como “Hoje uma mesquita, amanhã jihad” e “Diga sim a vistos para imigrantes”. Um grupo exibia também uma faixa com os dizeres “Jovens Contra a Tolerância”, acusando os imigrantes de elevarem os índices de criminalidade e tomarem seus trabalhos.

Os manifestantes gritavam em coro “Russos Unidos” e “Rússia para os russos, Moscou para os moscovitas”, ecoando a hostilidade para com imigrantes das ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central e cidadãos não eslavos oriundos do Cáucaso, em sua grande maioria muçulmanos. Esses indivíduos geralmente se dedicam ao comércio ou trabalhos braçais que os moscovitas se recusam a fazer – gari, lixeiro, pedreiro e outros serviços ligados à manutenção da infraestrutura.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , ,

Os Mineiros Nervosos da Espanha e Suas Bazucas Caseiras

Por Henry Langston

Por mais de um mês, os mineiros da província de Astúrias, norte da Espanha, estão numa greve que frequentemente irrompe em luta armada entre eles e a polícia. As razões por trás da greve? O novo governo conservador espanhol tem tentando gradualmente implantar políticas para tirar o meio de subsistência dos caras. Eles cortaram os subsídios da mineração sabendo que sem isso as minas terão que fechar. O governo também quebrou um acordo que ajudaria os mineiros que ficassem sem emprego. Como os homens que trabalham nas minas não conhecem outro jeito de sustentar suas famílias, eles não estão levando essas atitudes numa boa.

Sendo assim, acabei passando o dia 4 de julho na correria com algumas centenas de mineiros que ficaram na mina de Sotón nas Astúrias (nos anos 90, milhares de pessoas trabalhavam nesses poços). Eles usaram barricadas em chamas e lançadores de foguete caseiros para afastar os policiais da tropa de choque enviados para as montanhas para reprimir essa roda de pogo renegada.

Os mineiros reagiram à decisão do governo de destruir suas vidas bloqueando regularmente as rodovias e ferrovias que vão do centro de Astúrias até a capital, Madri. É uma batalha que vem sendo travada em loop há mais de um mês e é uma coisa bem estranha, já que enquanto os mineiros lutam por seu futuro, as autoridades encaram a questão simplesmente como uma disputa de tráfego (apesar disso já ter custado um olho para um dos policiais).

Existe a tentação de se comparar os confrontos com as greves de mineiros da Inglaterra, mas a realidade é muito diferente. Os confrontos podem até ter relação com os poços de mineração, mas por mais desordeira que fosse a turma de Arthur Scargill nos anos 80, eles nunca atacaram a polícia ou fura greves traiçoeiros com fogos de artifício, estilingues ou lançadores de foguetes improvisados com pedaços de canos velhos.

Os mineiros têm uma variedade de bazucas — as mais fortes usam uma carga explosiva para disparar enormes bolas esquisitas de golfe, mas só em veículos. Se eles atirassem uma dessas nos policiais, logo estariam no tribunal sendo julgados por homicídio. Apesar da barreira da linguagem, entendi que se a situação se deteriorar mais os mineiros podem considerar a possibilidade de voltar suas armas mais poderosas diretamente para a polícia. Mas eles realmente esperam não ter que chegar a esse ponto.
Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , ,
%d blogueiros gostam disto: